Cem anos de solidão

Padrão

Um livro amarelado, edição de não sei quando, que traz consigo mais do que a linda história de Gabriel García Marquez. Comprado no Campo Pequeno, em Lisboa, em uma feira de rua por 5 euros. Lembro do velhinho que o vendia, falando do romance, “educadíssimo” – diria dona Ana, a portuguesa que alugava meu quarto. Eu trouxe 30 livros de Lisboa. Esse daqui é o do coração.

“Era tão premente a paixão restaurada que em mais de uma ocasião eles se olharam nos olhos quando se dispunham a comer e, sem dizerem nada, taparam os pratos e foram morrer de fome e de amor no quarto”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s