Santeria

Padrão

Negro foi arrancado do seu canto,

E espalhado na terra em cativeiro,

Mas para cada lugar levou seu santo,

Cada chão que pisou virou terreiro. (…)

(Paulo César Pinheiro)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s