Arquivo mensal: agosto 2012

Link

Trecho de um texto muito bacana sobre a sociedade de consumo:

“Um copo de leite, por exemplo, é um bem normal. Se tenho prazer em beber um copo de leite todas as manhãs, isso independe do resto da sociedade. Se amanhã todo mundo beber um copo de leite igualzinho, o meu prazer não mudará uma gota. Mas suponha que eu sou um jovem ambicioso, trabalho 12 horas no mercado financeiro, ganho meu dinheiro honestamente e decido que a coroação da minha vitória será um automóvel caríssimo. Compro meu carro dos sonhos – um BMW, um Mercedes ou um dos carros mencionados pela Forbes – e, de repente, tenho um estalo: “Eu sou especial”. As meninas vão ver um brilho diferente no meu olhar, os amigos vão me invejar, os outros vão me respeitar quando passar na rua. Volto para casa feliz da vida. Mas, na manhã seguinte, acontece uma coisa estranha: todos os carros da cidade se transformaram em BMWs idênticos ao meu. E aí? Será que esse carro ainda tem a importância e o valor que tinha aos meus olhos e aos olhos dos demais? Ou será que o poder que ele me conferia simplesmente desapareceu? Pois é, desapareceu (…).”

daquelas indiretas que não vão ser lidas

Padrão

É aquela coisa né? irmão é irmão. Por mais que ele te irrite ou que você ache que ele faz tudo errado, tome cuidado para não estar julgando-o de acordo com as suas expectativas e valores. As vezes, ele encara a vida de outra forma e tem ideais e sonhos muito diferentes dos seus. Magoa de irmão passa, sempre passa. Mas as ofensas uma vez ditas, ou pior, escritas, ah, essas permanecem durante muito tempo. Por isso, tente não pedir favores antes de se desculpar, porque as ofensas ainda estão ali, na distância de um clique, e fingir que nada aconteceu não muda o que de fato aconteceu. Humildade é bom pra todo mundo.

Quem tinha que ler isso não vai ler, mas não custa desabafar (eu tenho duas irmãs e esse texto não é pra nenhuma das duas. Nossos problemas a gente resolve na cara mesmo! – tendo em vista que uma delas tem 4 anos, normalmente é ela quem ganha as paradas)